Histórias de Bill… e da Boeing

Criador da companhia aérea Boeing há quase um século, William Edward Boeing daria pulos de felicidade ao ver que a empresa continua um sucesso. A companhia acaba de lançar uma nova linha de aviões.

Freddy Charlson

Duas recentes notícias causaram rebuliço na comunidade internacional que acompanha a trajetória da Boeing, empresa norte-americana fabricante de jatos. Direto ao ponto: identificaram, no aeroporto de Kuala Lumpur, na Malásia, o dono dos três Boeings abandonados há tempos numa pista do local; enquanto isso, a fabricante norte-americana concluiu a montagem do 737 MAX 8, o primeiro da nova geração do principal jato de passageiros da companhia. Ou seja, uma notícia maluca. A outra, bacana.

De qualquer forma, notícias. Prova de que a companhia fundada em abril de 1917, pelo visionário norte-americano William Edward Boeing, o bom e velho Bill Boeing, ainda tem muito pano pra manga. Amante da aviação, William dava nó em pingo d’água (existe uma expressão yankee para isso?). Nascido em 1881, ele sempre foi fã de aviação. E tudo começou em 1909, quando o empresário, viu em Seattle, um avião voando. Apaixonou. Sete anos depois ele entrou no negócio da aviação ao fundar a Pacific Aero Products com um sócio. Compraram um hidroavião Martim e, depois, projetaram seu primeiro avião: o B&W, que ganhou os ares em 29 de junho de 1916. O primeiro voo de um Boeing.

Quase um século depois, a Boeing está bombando. A nova versão 737 MAX 8 tem como destaque o consumo de combustível 20% inferior ao dos modelos da geração passada, com menor custo. Além disso, o 737 MAX 8 é o primeiro membro da nova família de aeronaves de corredor único da Boeing, com o 737 MAX 7, MAX 8, MAX 200 e, ainda, o MAX 9, que será produzido. Já há quase 3 mil encomendas de 60 clientes. A primeira entrega será no terceiro trimestre de 2017, para a companhia norte-americana Southwest Airlines.14.12.2015 ÔÇô FOTO ÔÇô BLOG ÔÇô NOT+ìCIAS DA BOEING - BOEING 737 8 MAX 1.jpg

Cadê o dono dos aviões?

Nem tudo são flores, também, no mundo da Boeing. Acredite, nem tudo. Afinal, após grande polêmica, apareceu o proprietário de três Boeing 747 que estavam abandonados na pista do aeroporto de Kuala Lumpur, na Malásia. E só apareceu depois de a administração do aeroporto colocar um anúncio na imprensa, do tipo “Ei, esse aviões são teus?”.

boeingsabandonadosDeu certo. Um certo Blue Peterson, dono da companhia malaia Swift Air Cargo, apareceu e disse que sua empresa comprou os aviões em junho de outra companhia. E falou, ainda, que ficou estupefato, ao ver que procuravam o proprietário dos aviões. Agora, ele tem que pagar as taxas pendentes até 21 de dezembro. Caso contrário, tchau, Boeings. Foi o que prometeu Zainol Mohd Isa, o bad boy gerente-geral da Malaysia Airports. Não precisou.

Algo impensável para o sério William, que lançou o Boeing 707 em 1958, o primeiro avião a jato de passageiros de sucesso. O Boeing 737, aliás, cuja produção começou em 1964, é o avião comercial mais vendido e bem-sucedido da história, com mais de cinco unidades produzidas.

Histórias que envolvem Bill Boeing, esse empresário, piloto comercial e pioneiro da indústria, falecido em 1956, de ataque cardíaco (e não de desastre aéreo, graças a Deus!)

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s