Tony Jannus, o pioneiro da aviação comercial

Norte-americano foi o primeiro piloto a fazer esse tipo de voo, em 1º de janeiro de 1914, entre as cidades de Tampa e São Petersburgo, na Flórida, Estados Unidos. Conheça um pouco mais dessa história.

31.03.2015 - FOTO - MATÉRIA BLOG CHECKIN - TONY JANNUS

O piloto Tony Jannus (à direita) inaugurando o primeiro voo comercial

Freddy Charlson

E, de repente, num certo 1º de janeiro de 1914, o piloto Tony Jannus entrou para a história. Bem, pelo menos para a história da aviação, ele entrou. Nesse dia, o piloto de testes da companhia aérea St. Petersburg-Tampa Airboat Line, de propriedade de Percival Fansler, foi convocado para levar o prefeito de São Petersburgo, Abram Phell, até a cidade de Tampa, ambas localizadas na Flórida, o mais caliente estado dos Estados Unidos. Um caminho que só era percorrido por trem, navio a vapor ou pela estrada. Sim, naquele momento, Tony Jannus fez o primeiro voo comercial da história.

Um voo que custou 400 dólares pagos pelo prefeito após vencer um leilão para subir a bordo do hidroavião Benoist XIV, de apenas dois lugares – o que garantiu o sonho de qualquer companhia aérea moderna: 100% de ocupação, evidentemente. O primeiro voo comercial da história demorou 23 minutos para percorrer 26 quilômetros. E transformou o jovem Tony Jannus – batizado como Antony Habersack Jannus e, na época, com meros 25 anos – no primeiro piloto comercial de que se tem ou se teve notícia.

Filho de um advogado e neto de um ex-prefeito de Washington, Tony Jannus era dado a essas coisas de ser pioneiro no ainda incipiente ambiente da aviação – hoje, imaginem só, existem cerca de 250 companhias aéreas registradas na Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata) e cerca de 3 bilhões de passageiros são transportados a cada ano, na aviação comercial. Ele foi, por exemplo, o piloto do primeiro salto de paraquedas a partir de um avião. Aconteceu em 1° de março de 1912, quando um capitão do Exército dos Estados Unidos, Albert Berry, pulou do avião pilotado por Tony Jannus.

À época, nosso heroi tinha apenas dois parcos anos de experiência na pilotagem de aeronaves – se bem que, para a época, era muito, convenhamos, afinal, quase ninguém sabia o que era um avião – desde quando, em 1910, ao assistir um show aéreo em Baltimore (EUA), gostou da coisa e iniciou um curso de pilotagem no College Park Airport, em Maryland (EUA). Empolgado, até o irmão de Tony entrou nessa história e fez o curso de pilotagem. Pronto, aprovado no curso, Tony virou piloto de teste do construtor de aeronaves Thomas W. Benoist, já no final de 1911.

31.03.2015 - FOTO - MATÉRIA BLOG CHECKIN - TONY JANNUS - PREFEITO - DONO DA CIAA vida do piloto foi intensa. Em 1913, ele participou de eventos aéreos como uma exposição, uma corrida e uma busca de resgate ao colega Albert Jewell, desaparecido com seu avião em Long Island, quando sofreu um acidente. Calma, amigos, ele ficou bem. Ou seja, Tony jogava nas 11 posições. Hoje, muita gente faz isso, mas a oferta de mão de obra é maior, bem maior: o setor movimenta cerca de 60 milhões de empregos em todo o mundo. Ou seja, não há mesmo comparação com a época dos Irmãos Wright, Santos Dumont ou Tony Jannus.

ACIDENTE FATAL

O pior ocorreria em 1916, quando Tony, já piloto de testes para aeronaves de guerra da Curtiss Aeroplane Company, foi enviado a Moscou (então capital da finada União Soviética) como instrutor para pilotos da aviação russa. Em outubro daquele ano, Tony Jannus, o primeiro piloto da aviação comercial, caiu em pleno Mar Negro. Seu corpo nunca foi encontrado. Ele pilotava um Curtiss H-7 e estava acompanhado de dois cadetes.

31.03.2015 - FOTO - MATÉRIA BLOG CHECKIN - HIDROAVIÃO Benoist 1914

Em 1963, 47 anos depois de sua morte, foi criado o Prêmio Tony Jannus, uma maneira de perpetuar o primeiro comandante da história da aviação comercial. O prêmio reconhece conquistas individuais de destaque na aviação por inventores, fabricantes, executivos de companhias aéreas e governantes. O prêmio é conferido anualmente pela Tony Jannus Distinguished Aviation Society e foi concedido a primeira vez em 1964 em Tampa (Flórida). A sociedade ainda ajuda universitários em estudos sobre aviação e organiza concurso anual de redação para alunos do ensino médio com o objetivo de incentivar carreiras no setor.

Dentre os premiados estão Cyrus Rowlett Smith (fundador da American Airlines), William A. Patterson (presidente da United Airlines em 1934-1966) e até um brasileiro, o engenheiro mecânico carioca Frederico Fleury Curado, diretor-presidente da Embraer desde abril de 2007. Os homenageados são consagrados no St. Petersburg Museum of History’s First Airline Pavilion, que fica a 91 metros do local de decolagem do voo inaugural de 1º de janeiro de 1914, com direito a réplica do Benoist XIV pilotado por Tony Jannus naquele dia. Uma bela homenagem ao piloto, um pioneiro da aviação comercial. E que nem poderia imaginar, claro, que, atualmente, cerca de 8 milhões de passageiros voam a cada dia…

LICENÇA:

Para obter licença de Piloto Comercial, é necessário satisfazer aos seguintes requisitos:

  • ser maior de 18 anos;
  • ter concluído o Ensino Médio;
  • ter realizado curso homologado pela Anac específico para piloto comercial;
  • obter aprovação nas provas de conhecimento teórico;
  • obter aprovação nos exames médicos;
  • possuir 200 horas de voo,
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s